NOVIDADES

21.7.17

De Canção em Canção-Filme 2017




Em Austin, no Texas, dois casais - os compositores Faye (Rooney Mara) e BV (Ryan Gosling), e o magnata da música (Michael Fassbender) com uma garçonete que ele ilude (Natalie Portman) - perseguem o sucesso através de uma paisagem de rock 'n' roll, sedução e traição.
Não da pra assistir a um filme do diretor norte americano Terrence Malick e ficar imune, sua direção recheada de metáforas visuais, movimentos sinuosos de câmera, fotografia imersiva e diálogos pontuais, fazem de seus longas uma experiência no mínimo auto reveladora, aos amantes da sétima arte fica o questionamento, é esse tipo de cinema que eu me identifico a partir de hoje, um cinema mais rebuscado, com mais questionamentos filosóficos ante as questões da vida, ou o velho e bom cinema convencional me basta, Malick e alguns poucos tem esse poder, é claro que o cinema mesmo dentro dos padrões convencionais não necessita de linguagens tão herméticas para ser um bom produto e ainda sim ser relevante para a arte em si.

De Canção em Canção (Song to Song, 2017) Traz um Malick mais focado na natureza humana e no modo como seus personagens reagem ao amor e as traições, e é claro tentando elevar esse tema as devidas ponderações filosóficas e existenciais, vemos isso na narração em off de seus protagonistas, frases sempre pontuais que junto com o enquadramento de câmera, uma bela imagem de fundo e uma trilha sonora etérea , pode soar meio onírico ou apenas algo pedante.
Para os fãs mais ardorosos do diretor há muito do que se gostar aqui, mesmo sendo visivelmente um trabalho inferior, no sentido de ter algo a ser dito, mesmo assim as vezes você pode se pegar dentro do filme, principalmente nas cenas onde os festivais de musica estão acontecendo, é uma direção bem imersiva, a câmera do diretor acaba se tornando o ângulo de visão do espectador, estéticas a parte o filme não chega a ser uma experiência transcendental como em A Árvore da Vida-2011, De Canção em Canção é um filme bem mais mundano, não por abordar temas como triangulo amoroso, traições, famílias e etc. mas sim por não ter quase nada a ser aprofundado.

Destaque para a atriz Rooney Mara, muitas coisa do texto passa através do seu olhar e suas reações diante da câmera, mesmo o roteiro sendo propositadamente confuso e sua narrativa não obedeça a uma sequencia lógica. No mais De Canção em Canção é um filme que fala bastante, mas tem pouco a dizer, até as aparições de artistas de peso do mundo da musica como Iggy Pop ou Patti Smith parecem não  adicionar nada de realidade ou relevante ao filme.
De Canção em Canção é sem duvida o filme mais fraco do diretor Terrence Malick até agora. 




ESPALHA PROZAMIGO:

QUEM ESCREVEU:
\

Post a Comment

 
Back To Top
Copyright © 2014 Armada de Escritores. Designed by OddThemes