NOVIDADES

7.1.17

VENTANIA - ALCIONE ARAÚJO


       Alcione Araújo foi um autor e dramaturgo mineiro (sim, o nome dele pode confundir, mas ele era um homem), uma de suas obras é o livro Ventania.
        Ventania é o nome fictício de uma cidade do interior, a história é narrada por Delphos, um rapaz deficiente físico, e o chefe da Estação da cidade, que já vira melhores momentos, a cidade é pacata e o trem praticamente não passa mais, pois a mina do lugar está desativada. Por seu trabalho ser tão tranquilo, Delphos criou interesse pela leitura, e se apaixona pela bibliotecária, a Lorena, mulher que retorna da capital para cuidar de seu velho pai, (o dono da mina que fechara). Ela é apaixonada por literatura e lutou muito para a construção da biblioteca onde trabalha como voluntária, mas infelizmente a biblioteca é praticamente o lugar que ninguém frequenta na cidade. O último protagonista é o jovem rapaz de 13 anos, Zejosé, considerado um adolescente muito bonito, porém o mais “burro” da região, pois não consegue acompanhar o ritmo da única escola da cidade. Ele incentivado por sua mãe, decide entrar na biblioteca, e é a partir daí que a história de Ventania se desenvolve.
         Agora eu peço paciência e dou um alerta, a partir daqui irei listar os pontos negativos e positivos, os pontos negativos contém spoilers da trama, e os meus erros de interpretação também. Então estejam avisados.

Pontos Positivos

·         Escrito durante o mandato de Jânio Quadros, principalmente no ano em que este renúncia e seu Vice Jango está na China, historicamente sabemos que depois disso temos o golpe de 64, que é feito supostamente para salvar o país da ameaça comunista, e no livro temos a presença de um partido comunista em Ventania, com o seus incríveis 3 membros.
·         Bem, vocês já estão cansados de saber que sou apaixonada por livros que falem sobre o amor aos livros.

Pontos Negativos

·         A relação de Lorena e Zejosé me incomodou e muito, pois ela tem 31 anos e ele 13, sei que muitos podem me dizer que o amor não tem idade, e que infelizmente no mundo inteiro meninas muita mais novas que Zejosé são forçadas a casar, mas a questão do livro, é que o menino não parece ter a idade que diz ter, suas atitudes também poderiam ser atribuídas para um rapaz de 16/17 anos, meu argumento pode ser inválido, pois não sei como era atribuído o conceito de infância e adolescência da época. E sim, a história também mostra o desenvolvimento e o amadurecimento dele resultado do fato dele começar a ler, mas ele ainda tem 13 anos! A história ocorre em um prazo curto de tempo, ainda acho que suas atitudes não condizem.
·         Tenho críticas aos livros citados também, a maior parte deles eram as obras recomendadas a iniciação de Zejosé na leitura, e as achei muito maduras para tal, por exemplo, Crime Castigo. Fazer uso de trechos das obras também foi desnecessário, além de eu ter recebido um baita spoiler de Crime Castigo, que coincidentemente está sendo minha leitura atual.

Interpretação errada (da minha parte): admito que cometi uma grande gafe, eu não costumo ler as notas de rodapé, elas geralmente me incomodam, mas neste caso, meu caro leitor, pelo o amor de Deus, leia as notas de rodapé deste livro, porque são de suma importância! São correções que o próprio Delphos faz, mantive aqui o meu erro de interpretação que é o tópico a seguir:
·         A narração do livro fica por conta de Delphos, ou seja, ele é um narrador personagem, mas existem dezenas de cenas e acontecimentos em que ele não está presente, então fica a dúvida de que se realmente aconteceu, por exemplo, o relacionamento de Lorena com Zejosé, ou se foi invenção do ciúmes doentio de Delphos, sabemos que ele é apaixonado por Lorena e que por isso decide ser escritor e escrever a história narrada nesse livro, pois não consegue se declarar, sabemos que a cena em que Lorena e Zejosé se conhecem realmente ocorreu, pois ele os viu quando o menino entra pela primeira vez na biblioteca, e Delphos tomado por ciúmes poderia ter imaginado toda a relação deles.
Explicando melhor meu erro: Delphos realmente narra toda a trama, e não está presente em todas as cenas, mas nas notas de rodapé ele declara que entrevistou as pessoas para poder descrever estas cenas em que não estava presente, ele também corrige algumas coisas, muda a ordem de alguns acontecimentos, etc.

Admito ter lido esse livro pois vi um vídeo da Tatiana Feltrin, ela havia dito que amara o livro e que era um de seus favoritos, mas admito também que ele não era para mim, não gostei da história, a achei cansativa, pouco atrativa, é bem escrita, mas não me agradou, arrastei na leitura, Delphos foi um personagem que me irritou, fiz interpretações erradas em que quase o comparo a Bentinho de Dom Casmurro, que doente de ciúmes fora capaz de criar um caso entre sua amada e outro rapaz.

E não se esqueçam de me adicionar no SKOOB!

ESPALHA PROZAMIGO:

QUEM ESCREVEU:
\

Post a Comment

 
Back To Top
Copyright © 2014 Armada de Escritores. Designed by OddThemes