NOVIDADES

23.12.16

SULLY - O HERÓI DO RIO HUDSON






15 de janeiro de 2009. Logo após decolar do aeroporto de LaGuardia, em Nova York, uma revoada de pássaros atinge as turbinas do avião pilotado por Chesley "Sully" Sullenberger (Tom Hanks). Com o avião seriamente danificado, Sully não vê outra alternativa senão fazer um pouso forçado em pleno rio Hudson. A iniciativa é bem sucedida, com todos os 150 passageiros a bordo sendo salvos. Tal situação logo transforma Sully em um grande herói nacional, o que não o isenta de enfrentar um rigoroso julgamento interno coordenado pela agência de regulação aérea nos Estados Unidos.

Clint Eastwood como um excelente diretor sabe extrair sempre o melhor do roteiro r de seus atores , ele tem uma direção precisa e controlada, uma das principais características em sua direção é a forma lenta , mas bem ritmada em que desenvolve a trama e seus personagens. Em seu novo filme  Sully - O Herói do Rio Hudson sua habilidade ele teve a difícil tarefa de contar em noventa minutos um acidente que durou exatos 208 segundos. A solução do diretor foi usar todos os recursos disponíveis para preencher e ainda tornar interessante um filme sobre uma investigação das causas do acidente.
Pode parecer piegas por um lado, o filme tenta mostrar um herói legitimo que salvou centenas de pessoas da morte certa ser perseguido pelo sistema, essa abordagem quase não convence e chega em alguns momentos a ficar repetitiva e forçada, Mas o filme consegue ter tensão, drama e gerar alguma expectativa por conta do seu bom elenco, Tom Hanks é sempre um ator que convence e ele está muito bem no papel principal e é ele que vai conduzir toda as tensões subjacentes da trama.   
      

Recheados de flashbacks, vários pontos de vistas do acidente e sequencias de sonhos o diretor faz o que pode para tornar uma estória que todos já conhecem o final, apesar disso as varias cenas do acidente são bem executadas e carregadas de tensão. Mesmo um bom diretor não foge do velho recurso manipulativo, há uma total tendência em transformar o piloto Chesley "Sully"  num herói perseguido é praticamente um filme sobre como o sistema trata seus verdadeiros heróis e é ai que o filme se arrisca em se tornar melodramático e familiar, o filme só não desanda por se tratar de uma história real.
  Sully - O Herói do Rio Hudson não chega a ser um filme banal, ele é bem dirigido e bem interpretado, há mais acertos que problemas, mas seus problemas estão justamente no âmago da trama que o torna um filme oscilante entre o heroico e a pieguice melodramática, sem duvidas o cinema americano sabe como enaltecer seus heróis, mesmo que para isso as vezes precise forçar um poucoa mão. Bom filme.     

ESPALHA PROZAMIGO:

QUEM ESCREVEU:
\

1 comment :

  1. Eu achei um bom filme americano. Os filmes de Clint Eastwood são cheios do seu estilo, e logo se pode identificar quem esta responsável pela direção. Quando vi Sully filme automaticamente vi os detalhes que o caracterizaram. Gostei muito. Eu fiquei encantada quando assisti no cinema porque esta muito bem feito e muitas das cenas que fazem são ótimas. Também considero que a historia foi bem narrada. Mais que filme de drama biográfico, é um filme de suspense, todo o tempo tem a sua atenção e você fica preso no sofá. Vale muito à pena, é um dos melhores do seu gênero. Além, tem pontos extras por ser uma historia real.

    ReplyDelete

 
Back To Top
Copyright © 2014 Armada de Escritores. Designed by OddThemes