NOVIDADES

25.11.16

RESENHA: GLÓRIA MORTAL (COLEÇÃO MORTAL - 2º VOLUME)

Glória Mortal
(Nora Roberts escrevendo como J. D. Robb)


CONTÉM 1 SPOILER SOBRE O 1º LIVRO DA COLEÇÃO


Hoje é a vez do 2º livro da Coleção Mortal da autora Nora Roberts.
Na primeira resenha já expus minha paixão por essa coleção e com certeza indico para quem gosta de suspense policial.
Como você pode não ter lido a primeira resenha, colocarei um resumo sobre a protagonista.
Eve é detetive em uma Nova York futurista do ano de 2058. Cada livro da coleção mostra um caso importante da trajetória da policial, sempre preenchendo as lacunas sobre o passado não só dos protagonistas, como também dos demais personagens.
Ela tem uma necessidade de fazer justiça pelos mortos, não pela morte em si, mas pela injustiça quando vidas são tomadas. A autora deixa claro que isso é uma consequência de um passado de violência física e psicológica que Eve passou na infância, no qual é exposto detalhes a cada livro, já que a personagem não se lembra quem era na primeira infância e o que realmente aconteceu.
No primeiro livro ela conhece o multibilionário Roarke, onde ele era o principal suspeito de um crime. Ele é inocentado, e o romance que começa no primeiro livro segue firme e forte. Para a nossa alegria, o galã irlandês, vira personagem fixo na história.
A autora retrata o desconforto de Eve ao se envolver com alguém que se importa com ela, devido aos traumas da infância. No decorrer você descobre que Roarke também possui um passado sombrio, e que a dificuldade em confiar não vem só de Eve.
Cada história tem como foco um caso da detetive. E é assim que começa o livro. Com a morte de uma mulher bem sucedida, encontrada na rua com a garganta cortada, porém, suas joias ou dinheiro foram levados.
Não demora muito e outra mulher é encontrada morta no prédio em que morava. Eve encontra uma ligação entre os crimes e sua sede de justiça aumenta.
A Coleção Mortal vai tampando os buracos e apresentando personagens consistentes que faz você se apegar ao contexto.
Como Roarke é dono da maioria dos lugares de Nova York, seu nome sempre acaba aparecendo nos processos, e nesse caso vai mais além, pois ele teve contado com algumas dessas mulheres.
A ação do livro prende o leitor em cada linha, fazendo ele quebrar a cabeça para descobrir o assassino. 
Também faz com que você queira ler e reler as cenas do casal principal. Todos os momentos entre eles tem entrelinhas profundas que apaixonam o leitor. É um relacionamento extremamente intenso e envolvente.

Nem preciso dizer que ele ganha 5 estrelas e o meu coração.




Abaixo segue o link da resenha do primeiro livro da coleção:

ESPALHA PROZAMIGO:

QUEM ESCREVEU:
\

Post a Comment

 
Back To Top
Copyright © 2014 Armada de Escritores. Designed by OddThemes