NOVIDADES

4.11.16

Doutor estranho





Não é de hoje que Holywood se inspira em quadrinhos para produzir filmes, desde a década 30 que os heróis saídos das HQs são fonte de lucro certo para a grande indústria do cinema, Flash Gordon, Tarzan, Capitão América, Batman, O Besouro Verde e tantos outros já foram levados para as telonas, no começo é claro com baixíssimos orçamentos e sempre de uma forma quase cartunesca e pueril. Foi em 1978 que o cinema começaria realmente a pensar em uma grande produção para contar uma história de super-heróis, Superman O Filme teve ares de filme épico,um excelente elenco e uma produção digna de grandes filmes, seguido por mais três continuações O Filme dirigido por Richard Donner pode ser considerado o percursor dos grandes filmes de super-heróis da atualidade. Pulando para os dias de hoje a Marvel que nos quadrinhos sempre esteve a um passo atrás da DC comics, hoje reina quase que absoluta no reino dos filmes de super-heróis , ela achou a formula do sucesso e parece que não vai mais deixar de segui-la , mesmo que sua formula não seja perfeita , e salvo alguns erros , a formula Marvel  parece se solidificar a cada filme.
Doutor estranho filme dirigido pelo operante Scott Derrickson é mais um filme com o selo Marvel de qualidade, ou seja não se trata de algo novo, de um novo conceito em filmes desse gênero, alias filmes de super-heróis em sua maioria não tem a pretensão de ser algo novo ou subversivo, salvo alguns exemplos como, Corpo Fechado de 2000, Batman O Cavaleiro Das Trevas de 2008 ou ainda Kick-Ass de 2010, aqui temos um filme essencialmente familiar em sua trama.  Stephen Vincent Strange é um dos maiores neurocirurgiões do mundo e é um desses caras que amamos odiar, arrogante, cínico , mas profundamente carismático, ele é posto frente a o pior momento de sua vida quando sofre o acidente que o deixará desprovido de toda sua arrogância, dai a trama leva o personagem em sua trajetória rumo a redenção, poderíamos dizer que estamos revendo a história de Tonny Stark, contada de uma outra perspectiva, mas a atuação do brilhante Benedict Cumberbatch tem um tom mais fatalista e sombrio, ele sabe trabalhar bem cada camada do personagem como, arrogância, fragilidade, desespero, e humildade. O filme apesar da trama genérica é sem duvida o mais interessante em termos de visual, os conceitos criados por Stan Lee e Steve Ditko em 1968, são elevados as ultimas estancias graças a um direção de efeitos especiais que dificilmente não passarão despercebidos no próximo Oscar, as realidades alternativas, as múltiplas dimensões do universo místico da Marvel parecem que foram feitas para serem mostradas no cinema, alias em 3D para ser mais especifico, todo o primeiro ato do filme, bem como a trajetória de descobertas vivido por  Cumberbatch é bem energética e muito bem explorada , embora no atos seguintes o filme perca energia e apareçam alguns furos no roteiro , além é claro das costumeiras piadinhas que em alguns momentos não chega a atrapalhar, mas destoam do tom de mistério e drama do filme. O elenco de apoio apesar de muito bom parece ser mal utilizado,   com exceção de Tilda Swinton que passa um senso de pureza e ao mesmo tempo um ar profundidade que poucos atores conseguem, já o vilão da trama parece ser como qualquer outro vilão da Marvel, mesmo sendo interprestado por um talento como Mads Mikkelsen, o inimigo da vez do Dr. Strange não convence e tudo por conta de um roteiro que em muitos momentos parece familiar, de resto o elenco é funcional. Doutor Estranho não é o melhor filme da franquia Marvel, mas é um filme que sabe trabalhar bem o seu conceitos e explorar bem o arco do personagem principal, bem como inserir sua trama dentro do universo cinematográfico Marvel, apesar de um trama genérica o filme soa como uma solidificação definitiva da formula Marvel. Muito bom.




ESPALHA PROZAMIGO:

QUEM ESCREVEU:
\

Post a Comment

 
Back To Top
Copyright © 2014 Armada de Escritores. Designed by OddThemes