NOVIDADES

18.10.16

O Diário de Anne Frank



Sinopse: “O depoimento da pequena Anne Frank, morta pelos nazistas após passar anos escondida no sótão de uma casa em Amsterdã, ainda hoje emociona leitores no mundo inteiro. Seus diário narra os sentimentos, medos e pequenas alegrias de uma menina judia que, com sua família, lutou em vão para sobreviver ao Holocausto.
“Lançado em 1947, O Diário de Anne Frank tronou-se um dos maiores sucessos editoriais de todos os tempos. Um livro tocante e importante que conta às novas gerações os horrores da perseguição aos judeus durante a Segunda Guerra Mundial.
“Agora, seis décadas após ter sido escrito, este relato finalmente é publicado na íntegra, com um caderno de fotos e o resgate de trechos que permaneciam inéditos. Uma nova edição que aprofunda e aumenta nossa compreensão da vida e da personalidade dessa menina que se transformou em um dos grandes símbolos da luta contra a opressão e a injustiça. E consagra O Diário de Anne Frank como um dos livros de maior importância do século XX. Uma obra que deve ser lida por todos, para evitar que atrocidades parecidas voltem a acontecer neste mundo.”

Anne nasceu em 1929 numa família classe média-alta em Frankfurt, Alemanha, e todos se mudam para a Holanda, em 1933, quando seu país natal começa a ficar perigoso para judeus.
Eles ficam seguros novamente. Otto Frank (pai de Anne) abre uma empresa, Edith (sua mãe) cuida da casa e as crianças (Anne e a irmã Margot) vão à escola. Anne ganha o diário nesse período. Começa a relatar seus dias sempre começando com “querida Kitty” e assinando com “Sua Anne”. O livro começa com uma Anne chata. Ela descreve vários fatos e pensamentos bobos, mas é tolerável pela idade que ela tinha, obviamente.
Com o passar do tempo, os relatos vão ficando cada vez mais sérios, a família parte para o Anexo Secreto, onde os Frank passam dois anos. Eles vivem através de ajuda dos amigos. Vemos Anne relatar crianças morrendo de fome nas calçadas, bombardeios em Amsterdã, o desejo dos alemães serem derrotados ser substituído pelo desejo de ver a guerra acabar, Hitler querendo colocar Amsterdã debaixo d’água, racionamento de comida no Anexo Secreto, festas de Natal, suas paixões. A própria Anne amadurece nisso tudo, e inclusive suas brigas familiares são suavizadas.
Certa altura, em 1944, o Anexo é invadido pelos alemães e a família tem um destino trágico. Somente Otto Frank sobrevive.
A história de Anne Frank é tocante. Desenvolvemos empatia por ela e aprendemos sobre um terrível momento da história da humanidade. Devemos evitar o ódio e ambições desmedidas.
“A natureza é a única coisa para a qual não há substituto!” Anne Frank

Nota: 10/10

ESPALHA PROZAMIGO:

QUEM ESCREVEU:
\

Post a Comment

 
Back To Top
Copyright © 2014 Armada de Escritores. Designed by OddThemes