NOVIDADES

6.10.16

Minhas Conversas com o Diabo de Mario Bentes - Resenha.


Eu passava pelo corredor da bienal do livro 2016, quando vi o stand da Lendari, junto com as editoras e escritores independentes. Me chamou a atenção a capa do livro, que tinha a imagem de um dos demônios da Goétia, que tem a cabeça de um leão e patas semelhantes com cascos, que giram em torno da cabeça do ser, para movimentá-lo de lado e ele chama-se Buer. O que mais me interessa nesse tipo de leitura, não são os demônios em si, nem sequer os favores que prometem em sua barganha, pela alma de seus beneficiários e sim, todas as lendas em torno de uma escritura, que podemos conferir ao criador dos Salmos e filho do Rei Davi, Salomão.

O autor do livro e dono da Lendari, então me abordou e perguntou se eu gostaria de saber mais sobre o livro, claro que respondi sim, pois, essa era a parte da bienal que mais me interessava. Então ele me falou um pouco sobre a lenda de Salomão e a Goétia, também sobre Aleister Crowley, um dos maiores utilizadores da lendária Cabala, que tem como origem a própria chave de Salomão. Quando eu o interrompi e perguntei se tratava-se de uma ficção, pois, já li alguns livros com o tema e um deles, chamado “O livro dos demônios” de Antônio Augusto Fagundes Filho, o autor diz ter ele próprio invocado cada um dos seres do mundo inferior e lhes perguntado seus maiores saberes e influências. Ele me informou que sim, trata de contos de ficção, inspirados nesses lendários seres, que são na verdade, anjos caídos.

Salomão, foi quem construiu um enorme templo de conhecimento e dedicado a Deus, que anos depois foi invadido e destruído. Também foi ele, a quem a chave de Salomão, foi atribuído, que também é conhecido como a Goétia. Para quem já leu o antigo testamento, ou até mesmo os Salmos, sabe que naquela época, existiam muitos mistérios, que podem ser chamados hoje de misticismo e que até sacrifícios de animais eram oferecidos à Deus. O que alguns não sabem, é que Salomão, trilhou batalhas contra exércitos e que utilizou do conhecimento dos anjos caídos, para ser vitorioso (ao menos é o que diz a lenda), onde ele com auxílio de selos que prendiam esses seres, os tornou, digamos assim, em escravos.

Mario Bentes, demonstra grande conhecimento dessas escrituras, tendo citado inclusive, ser fã do nosso eterno maluco beleza, nosso Raul Seixas, que para quem também ainda não sabia, era um dos seguidores de Aleister no Brasil. Quem não acredita, escute a música “Sociedade Alternativa” que em um de seus versos, é possível se ouvir o nome do criador da sociedade Aleister Crowley.  

A obra trata de sete contos, que se passam em diversas épocas e locais diferentes, com personagens de credos e profissões variadas. O primeiro deles, conta sobre um padre, que tem constantes sonhos estranhos e confidencia tudo para outro padre, seu amigo, que o auxilia entendê-los, até chegar ao desfecho. O autor além de utilizar de bastante criatividade na escrita dos contos, usa um pouco de religiosidade e bastante elementos que podemos acompanhar em nosso dia a dia, como crianças abandonadas por seus pais, gente a procura de dinheiro e sucesso, mas também, daqueles que apenas querem seus amados próximos a si.

O livro é muito interessante, desde a dedicatória para sua mãe, onde ele diz, que odiou o título do livro. Além de ser muito bem escrito e editado, ele cativa seus leitores com uma narrativa simples e de leitura fácil. Para terem uma ideia, terminei em apenas três dias e não me senti amarrado a nenhum capítulo ou passagem do texto. E apesar do título ser considerado pesado por alguns, minhas conversas com o diabo, trata de temas decorrentes, do dia a dia de muita gente e dilemas, que encontramos quase que diariamente em nossas vidas. Recomendo sua leitura, para todos os apreciadores de contos e também para aqueles que gostam de ler sobre qualquer tema.


Um pouco sobre Alessandro Bortoleto Rodrigues:


Bacharel em Desenho Industrial, com habilitação em projeto do produto e pós-graduado em Gerenciamento da Qualidade, possui um livro de ficção pós-apocalíptico lançado pela Chiado Editora, chamado O Terror Depois de Tudo, que em breve estará em todas as livrarias do Brasil e Portugal.


Sigam Alessandro em suas redes sociais:

Twitter: @alebortoleto

             @oterrordepois



                 https://www.facebook.com/Oterrordepois/

ESPALHA PROZAMIGO:

QUEM ESCREVEU:
\

Post a Comment

 
Back To Top
Copyright © 2014 Armada de Escritores. Designed by OddThemes