NOVIDADES

19.10.16

CONFIE EM MIM - RESENHA


Você já leu Morte Súbita? Confie Em Mim segue um arranjo semelhante, mas, é claro, com uma temática completamente diferente. Relatando em terceira pessoa, o narrador onisciente apresenta diversos personagens que com o desenrolar da história vão se interligando.

É um tanto confuso no início, mas no decorrer do livro o leitor acostuma-se com o método utilizado. São várias famílias que seguem suas próprias rotinas, cada casa comportando seus próprios problemas.

“Todas as casas da vizinhança estavam com as luzes acesas. Casas ainda vivas, embora seus moradores também tivessem problemas: um filho autista, uma filha viciada em drogas, um pai desempregado, uma mãe que traía o marido. Todas as casas tinham sua tragédia particular. Todas as famílias tinham os seus segredos.”

As histórias seguem paralelamente. O Dr. Mike Baye tinha a típica família perfeita, composta por ele (lógico), sua esposa advogada Tia, a filha Jill e o filho Adam, mas a harmonia familiar começa a desandar quando não muito longe dali o melhor amigo de Adam, Spencer, comete suicídio. Adam começa a agir de maneira diferente e, preocupados com o filho, Mike e Tia decidem monitorar seu computador. A partir daí, descobrem uma mensagem que diz claramente para que Adam fique de “bico calado”.

Em outra mensagem, Adam combina de ir a uma suposta festa na casa de um amigo. Seus pais sabem que pode ser perigoso, então tentam evitar sua saída sem que ele perceba que estão o vigiando. O pai compra ingressos para o jogo dos Rangers daquela noite, mas Adam desaparece misteriosamente. E Mike entra em uma grande confusão ao tentar encontrá-lo.

Além da família Baye, acompanhamos outros personagens como a mãe de Spencer que acaba de descobrir uma foto que abre novas hipóteses para o que pode ter acontecido no dia da morte do filho; uma mãe com dificuldade de achar doadores compatíveis com o filho gravemente doente; a garota que sofre bullying por causa de uma brincadeira que o professor fez durante a aula; o professor que arrepende-se por ter falado algo que destruiu a vida da garotinha; os policiais que procuram por um psicopata; e, especialmente, o psicopata que está à procura de uma fita de vídeo.

O que todos esses personagens tem em comum? Leia o livro e descubra!

Particularmente achei desnecessário tantos personagens, no começo até cansa ficar lembrando quem é quem, mas por outro lado isso possibilita ao leitor conhecer o ponto de vista de cada um deles. Também acho que o autor poderia ter sido mais objetivo em algumas partes do livro, há passagens definitivamente dispensáveis. Contudo tenho motivos de sobra para parabenizar um autor que consegue desenvolver um enredo como Confie Em Mim sem deixar fugir um detalhe sequer, respondendo a todas as perguntas que surgem durante a leitura. Então Congratulations Harlan Coben!

Apesar da complexidade do enredo, o livro aborda temas muito interessantes: Como funciona a mente de um psicopata, a fácil acessibilidade às informações por meio da Internet atualmente e até onde a privacidade dos filhos é segura. Então leia-o com bastante atenção!

BOA LEITURA E ATÉ A PRÓXIMA!


Gostou? Tem sugestões? Quer ficar informado sobre as próximas postagens?
Então siga-me nas redes sociais:
Facebook:Alana Mart
Insta: @Alanakarla54
E não deixe de nos acompanhar em nossa página oficial:

ESPALHA PROZAMIGO:

QUEM ESCREVEU:
\

Post a Comment

 
Back To Top
Copyright © 2014 Armada de Escritores. Designed by OddThemes