NOVIDADES

7.9.16

5 fatos sobre metas de escrita


Dizem todos os conselheiros da área de projetos (sejam eles quais forem) que, para levar um projeto do início ao fim sem perder o estímulo, é necessário estipular metas. Sem meta, seu projeto corre o risco de perder o foco, de cair na procrastinação, de ficar eternamente esperando pelo dia em que você esteja inspirado para colocar a mão na massa. Isso também vale para o seu projeto de escrita.

O post de hoje é inteiramente baseado na minha experiência e nas conversas que eu troco com outros escritores, por isso, sinta-se livre para adicionar uma nova dica dentro do tema, certo?


  1. Meta como agente motivador


O ser humano é um ser destinado a deixar para depois. Quando falamos em arte, então, a coisa piora: sempre existe aquela pessoa que acredita que só deve produzir quando estiver inspirado. Deixa eu te contar uma coisa: a musa da inspiração até pode te visitar de vez em quando, mas ela vai precisar encontrar você trabalhando.

Quando se trata de escrever um conto ou um poema, não custa muito esperar por dias inspirados. Mas se sua ideia é escrever um romance com, pelo menos, 50.000 palavras, sinto muito lhe informar, mas esse projeto precisa muito mais de bunda do que de inspiração – bunda, pra sentar na cadeira e escrever.

Existem muitas dicas de como evitar bloqueios na hora de escrever um livro, mas nenhuma delas vai funcionar se você não estipular suas metas. Pode ser 2.000 palavras por dia, pode ser 1.000, pode ser 500. Não quer contar palavras? Estipule horários: vou escrever duas horas todos os dias, ou uma hora, ou meia hora (vale até 15 minutos). O que importa, mesmo, é assumir um compromisso consigo mesmo e tentar manter-se fiel à meta.


  1. Gráficos ajudam a visualizar seu resultado


Essa é uma das coisas maravilhosas que eu aprendi no NaNoWriMo 2015 (NaNoWriMo é um concurso internacional de escrita, onde o escritor se compromete a escrever um romance de 50.000 palavras em 30 dias): use gráficos para acompanhar a sua escrita.

Eu tenho uma planilha no Excel, com as datas que eu devo escrever e minha meta de escrita. Ao lado, coloco o que eu realmente escrevi. Com base nesses dados, a planilha vai se atualizado dia após dia, e eu posso conferir se estipulei uma meta realista, ou se subestmei/superestimei minha capacidade de escrita.


  1. Não seja paranoico


Amigo, pensa comigo: quem tem acesso às suas metas de escrita? Hein?

Se só você consegue ver que meta você estipulou para o seu projeto, ninguém vai te cobrar se você não alcançar a meta todos os dias. Conheço muitas pessoas que dizem que não estipulam metas porque não querem se sentir pressionadas. Mas pressionadas por quem, cara pálida?

Veja: é importante ter uma meta, mas você não pode se tornar refém disso. Há momentos na vida em que é preciso dar um tempo de alguns projetos – inclusive o de escrita, se for o caso.


  1. Redefina suas metas


Com o tempo, você vai perceber qual o seu ritmo de escrita. Ou qual o ritmo de escrita do projeto que está desenvolvendo no momento – sim, há projetos que são mais rápidos, enquanto outros são mais demorados. Assim, as metas que a gente estabelece muitas vezes não correspondem à realidade: nesse caso, é preciso fazer uma readequação.

Se você estipulou 2.000 palavras por dia, mas está escrevendo uma média de 2.500, pode acabar deixando de escrever por alguns dias, já que a meta está superada. Nesse caso, em vez de motivar, a meta acaba sendo uma desculpa para procrastinar. Já se você estipulou 2.000 palavras por dia e não está conseguindo passar de 1.500, a meta pode estar desestimulando você.

Metas realistas são sempre a melhor estratégia.


  1. Ter um objetivo em mente é uma cenoura e tanto


Lembra dos desenhos animados, em que alguém colocava uma vara de pesca com uma cenoura na ponta, amarrada no coelho? Que o coelho corria, corria, querendo pegar a cenoura, mas nunca a alcançava (mas, ainda assim, não deixava de correr)? Todos nós precisamos de uma cenoura!

Concursos literários anuais, muitas vezes, têm datas fixas – você pode se programar para deixar seu livro pronto para a data do concurso dos seus sonhos. Outros lançam o edital com alguns meses de antecedência – com metas bem definidas (e cumpridas), é possível terminar sua obra antes do fim do prazo de inscrição.

Não importa qual seja a sua cenoura, pense nela quando for estipular suas metas – ajuda muito!


Esses são apenas cinco fatos sobre as metas de escrita. E você, acrescentaria mais algum à lista?

Aproveita e segue aê:
Twitter: @qualquersentido
Instagram: @qualquer_sentido
YouTube: Andreia Evaristo
Wattpad: @qualquersentido 
Snapchat: qualquersentido

ESPALHA PROZAMIGO:

QUEM ESCREVEU:
\

Post a Comment

 
Back To Top
Copyright © 2014 Armada de Escritores. Designed by OddThemes