NOVIDADES

6.7.16

Reticências ou os “Três Pontinhos”


As reticências, ou os “três pontinhos”, como são comumente chamados, são usados em casos de: interrupção de frase ou pensamento, quando se suprime uma frase de um texto ou quando se quer deixar algo subentendido, no “ar”. O uso abusivo dos três pontinhos empobrece o texto, principalmente se tiver sentido algum na sua utilização. Lembre-se sempre que as reticências não são enfeites. 
Mas vamos ao que interessa:

1. Quando um pensamento ou frase escrita são interrompidos, usa-se as reticências de forma que fique subentendido o seu sentido:
a-) Ele pintou a casa de vermelho, mas...
b-) Entre as férias e a bicicleta, ela escolheu a bicicleta, mas...

2. Quando a pessoa hesita numa conversa:
a-) Ela foi... foi... ah, você sabe!
b-) Não acredito em Deus, mas... sei lá!

3. Para transmitir maior emoção ao que se lê ou ouve, fazendo com que a subjetividade venha a tona:
a-) (...) e que os deuses me carreguem,
Depois cuspam na areia... nu.
E que meu corpo santo amado... sereias,
Acariciado ... grãos... areia (...).
(Exata solidão. Paulinho Dhi Andrade. ).

4. Quando parte de um texto é suprimido, pode-se usar as reticências no início, meio ou em seu final, entre colchetes, aspas duplas ou parênteses:
a-) (...) com páginas brancas, ou
amareladas pelo tempo.
(Páginas vazias. Paulinho Dhi Andrade. ).

b-) Quero um livro,
com páginas brancas ou
amareladas pelo tempo.
Quero escrever minha vida, minhas conquistas perdidas [...]
que ainda tenho.
(Páginas vazias. Paulinho Dhi Andrade. ).

c-) “[...] com páginas brancas, ou
amareladas pelo tempo. [...]”
(Páginas vazias. Paulinho Dhi Andrade. ).

E quando termino uma frase com “reticências”, devo começar com letra maiúscula ou minúscula?
Se a frase for terminada de forma que deixe algo no “ar”, mostrando a necessidade de ser completada, deve-se usar letra maiúscula após as reticências. Caso a primeira frase deixar bem clara a informação, inicia-se a próxima frase com letra maiúscula.

ESPALHA PROZAMIGO:

QUEM ESCREVEU:
\

Post a Comment

 
Back To Top
Copyright © 2014 Armada de Escritores. Designed by OddThemes