NOVIDADES

30.6.16

Organizando as cenas da história: Como usar bloquinhos de anotações para organizar a sequência de um livro.

A uma certa altura do campeonato, quando o escritor tem todas as ideias de um livro prontas para serem colocadas no papel ou no computador. Então, surge um clássico problema por qual todos os escritores passam: por onde começar? E como continuar, sem perder o foco da narrativa?

É nessas horas que sentamos e ficamos pensando em soluções mirabolantes para a resolução do problema, desperdiçando preciosas horas tentando fazer algo que não dá certo, o que nos leva a perder a paciencia e jogar tudo para o alto.

Mas por sorte existe uma solução bem simples para dar sequencia para uma história que é bem simples: usar bloquinhos de anotações para sequenciar história. 
Quer saber como processo é feito? Continue o post que irei explicar! 

Começo, meio e fim: O lugar de cada um na história

Como já estamos cansados de saber, toda história tem começo, meio e fim; porém quanto esses requisitos ocupam dentro de uma história? Para responder essa pergunta, temos que pensar no livro como 100% de uma soma desses três fatores.

O início ocupa 25% da história, são os capítulos iniciais que usamos para apresentar os personagens, o cenário a trama e outros pontos principais em um livro. 

O desenvolvimento ocupa 50% da história, pois é quando a trama se denserola e os personagens sofrem drásticas mudanças, tanto em suas personalidades como em suas vidas

E o desfecho ocupa os 25% finais da história são utilizados para o clímax e fim da narração 
Tendo esses conceitos em mente, eles poderão ser aplicados na hora de usar os bloquinhos para organizar a sequencia do livro.

E finalmente, usando o bloquinho de anotações.

Para essa atividade, precisaremos daqueles bloquinhos adesivos de anotações e algum lugar onde possa ser colada as folhinhas, tipo um caderno velho que tenha em casa. Para pessoas que prefiram usar tecnologia, existem vários apps Android e IOS que tenham função semelhante, tipo o Evernote.

Com o bloquinho, caderno e caneta ou lápis em mãos, iremos separar os primeiros 25% da história. Dependendo do livro, essa introdução pode render mais ou menos dez capítulos e usaremos os bloquinhos para fazer pequenos resumos dos capítulos neles, como no exemplo da fotografia. 
Exemplo de como sequenciar usando bloquinho
de anotações

Nos 50% que serão o desenvolvimento do livro, serão os capítulos que o escritor julga necessário para desenvolver sua história, mas vamos supor que sejam no mínimo 40 capítulos. O esquema com o bloquinho continua o mesmo, e todos os pontos principais desses 40 capítulos deverão ser resumidos nas folhas do bloquinho.

E o desfecho, por fim, deve ser feito em no máximo cinco capítulos, pois neles deverá ser feito o clímax e o final da história, com tudo que deverá ser apresentado para amarrar todos os pontos principais que foram apresentados no início e desenvolvimento. O uso do bloquinho continua o mesmo, como nos demais capítulos da história. 

Agora, tendo esse grande resumo de bloquinhos colados em seu caderno, ficará muito mais fácil para revisar todos os pontos principais de seu livro, facilitando para a revisão de sua história e podendo acrescentar ou tirar pontos que achar necessário.

Concluindo: 

As vezes ao escrever um livro, todos nós achamos que precisamos de super técnicas que parecem que deixarão nosso texto com mais cara de "profissional", mas não é assim que a realidade funciona na maioria das vezes. 

Um autor sempre tem que buscar alguma técnica que facilitará sua vida, ao invés de complicar e isso é algo de extrema importância na vida de um escritor, seja ele iniciante ou veterano. Una coisa tão banal como um bloquinho de notas pode parecer algo banal no nosso cotidiano, mas como foi dito neste texto, ele pode ser um verdadeiro salva vidas na hora de escrever um livro.

ESPALHA PROZAMIGO:

QUEM ESCREVEU:
\

Post a Comment

 
Back To Top
Copyright © 2014 Armada de Escritores. Designed by OddThemes