NOVIDADES

26.6.16

O Poder da Ficção


Conversando com um conhecido um dia desses fiquei surpresa quando ele me soltou a seguinte frase: “Até acho legal a profissão de escritor, mas não entendo o que passa na cabeça de uma pessoa pra querer dedicar a vida a ficção. Quero dizer... Inventar histórias sobre gente que não existe. Cadê a graça disso?” A princípio até fiquei um pouco ofendida. Minha mente variava de ‘Qual é a desse cara?’ para ‘Que pessoa sem valores.’ Mas a verdadeira resposta chegou até mim dias depois. Em um daqueles momentos em que você discute questões filosóficas consigo mesmo na janela do ônibus, ou escrevendo seu nome no box embaçado do chuveiro.

 A graça em si não é a de inventar histórias sobre seres imaginários (embora isso seja divertido pra caramba). É a emoção de se ver crescendo com eles. De aprender a ser corajoso sem nunca ter passado por uma situação extrema. É saber lidar com traição sem nunca ter conhecido alguém infiel. A graça é de dar as experiências, os heróis, os mundos, para servir de inspiração para quem os lê e quem os cria.


 Inspiração para acreditar. Não que vampiros existem ou que Hogwarts realmente está em situada em algum lugar de Londres. Mas pra lembrar a população que a magia está dentro de cada um de nós. Que essas histórias fictícias são na verdade uma forma de lembrar do que somos capazes. 

 Lembrar de que podemos vencer o inimigo, seja ele Lord Voldemort, presidente Snow ou suas inseguranças, medos e até quem sabe seu governo. Então, meu querido-amigo-nem-tão-querido-assim, sai dessa de encarar as histórias como simplesmente ficção e veja-as como uma oportunidade de aprender e crescer com seres imaginários. E não esqueça de curtir enquanto o fizer!

ESPALHA PROZAMIGO:

QUEM ESCREVEU:
\

Post a Comment

 
Back To Top
Copyright © 2014 Armada de Escritores. Designed by OddThemes